sábado, 21 de julho de 2012

Pipocas da vida :D



“Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre. Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser. Mas, de repente, vem o fogo. O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor. Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre. Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos. Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo! Sem fogo o sofrimento diminui. Com isso, a possibilidade da grande transformação também. Imagino que a pobre pipoca fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou: vai morrer. Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela. A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz. Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM! E ela aparece como uma outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado. Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar. São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar. Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem. A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura. No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira. Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva. Não vão dar alegria para ninguém”
Rubem Alves.

A reflexão que me trouxe este texto é de que, precisamos sim passar pelo fogo para haver algum tipo de transformação em nós, temos que deixar as informações, sentimentos, relações nos atravessar, reverberar e “estourar” de forma adicionada há coisas já impregnadas na nossa vivência. 
Mas gostaria de jogar o foco em como atravessar por esta metamorfose. 
Acredito que a paciência seja a mais importante responsável por uma bela consequência. 
Não adianta pularmos etapas da vida, o ciclo deve ser respeitado. 
Devemos aceitar as consequências de nossas ações, mesmo a de fingir uma neutralidade diante de novas informações. 
Neste pensamento de etapas, também é pertinente sabermos que cada “pipoca”, tem um tempo e forma única.  
Neste mundo contemporâneo de imediatismos, devemos lutar e nos dar o direito de entender o que é o esquentar, o que é passar pelo medo de se transformar no novo. 
Entender que este é um processo natural, as transformações veem. Isso é fato. 
O que faremos e como faremos com estas novas e quase que revelações, é o que eu definiria como maturidade.

Boa Semana a todos Bjkass ;)

6 comentários:

  1. Oi Josy.

    Bela reflexão!
    Mas, com certeza a transformação do milho em pipoca é muuuitooo gostosaaaaaaa! :-)

    Vim agradecer o carinho deixado em meu blog.
    Obrigada, amiga! :-)




    ÓTIMA SEMANA PARA VOCÊ!!!

    ♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥


    http://brincandocomarte.blogspot.com/

    ___________________________________

    ResponderExcluir
  2. Queridinha que linda reflexão ...eu me considero uma pipoca estou sempre pulando kkkkk ..bem lindinha irei me ausentar..pois estou enrolada com Drikinha ela se opera hoje de gargantinha...e dia 13/08..vai estudar em Buenos Aires..tudo junto amiga..mas Deus dá forcinhas nê ..beijus amada e reze pela Drikinha ..dolu vc beijokinhas!!!

    ResponderExcluir
  3. Querida Josy! Como vai?
    Adorei o texto da PIPOCA! Excelente para refletirmos!!!
    Como o milho duro se transforma numa linda florzinha branca ,macia e gostosa!
    Mas para essa transformação houve etapas que foram cumpridas!!!
    Na minha COZINHA,já teve Pipoca,mas hj tem Panquecas Docinhas e gostosinhas!
    Passe lá qdo puder!
    Beijinhos,
    Mary Am.

    ResponderExcluir
  4. Olá Amiga! Bela postagem, Rubem Alves é um excelente escritor e pensador e nos dá esta bela reflexão. Amiga os astros, o zodíaco e as mulheres estão em destaque em meu blog. Postei hoje um poema inspirado no perfil poético das mulheres de leão. Aliás sempre nas quartas sextas-feiras de cada mês estarei postando esta série de poemas inspirados nos signos retantes até que se complete as 12 casas zodiacais. Visite, confira. Um lindo fila de semana. Saudações Poéticas - Mario Neves

    ResponderExcluir
  5. Boa noite amiga querida! Descupe a demora. É que não estou usando mais este blog. A uol o travou por limite de mensagem. Agora estou no endereço http://pmgds.zip.net

    Prazer em revê-la. Estou voltando a blogar pra valer!!;)

    ResponderExcluir
  6. Ola Josy!Aqui para uma cordial visita saber de suas novidades e falar das minhas. Sempre bom visitar amigos ler ou reler sua excelentes mensagens. Estou com postagem nova. Dia 4 de Agosto é o 217º dia do ano no calendário gregoriano (já que 2012 é bissexto). Faltam 149 para acabar o ano. ."Tenta te orientar pelo calendário das flores, esquece por um momento os números, a semana. Se conseguires ser leve, aproveite, enche tuas malas de sonho e toma carona no vento e seja muito feliz." Saudações Poéticas - Mario Neves.

    ResponderExcluir

Online


contadores visitas web

Contador de Visitas

Alimente os Peixinhos! Clique aqui com o mouse