sábado, 21 de julho de 2012

Pipocas da vida :D



“Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre. Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser. Mas, de repente, vem o fogo. O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor. Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre. Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos. Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo! Sem fogo o sofrimento diminui. Com isso, a possibilidade da grande transformação também. Imagino que a pobre pipoca fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou: vai morrer. Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela. A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz. Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM! E ela aparece como uma outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado. Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar. São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar. Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem. A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura. No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira. Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva. Não vão dar alegria para ninguém”
Rubem Alves.

A reflexão que me trouxe este texto é de que, precisamos sim passar pelo fogo para haver algum tipo de transformação em nós, temos que deixar as informações, sentimentos, relações nos atravessar, reverberar e “estourar” de forma adicionada há coisas já impregnadas na nossa vivência. 
Mas gostaria de jogar o foco em como atravessar por esta metamorfose. 
Acredito que a paciência seja a mais importante responsável por uma bela consequência. 
Não adianta pularmos etapas da vida, o ciclo deve ser respeitado. 
Devemos aceitar as consequências de nossas ações, mesmo a de fingir uma neutralidade diante de novas informações. 
Neste pensamento de etapas, também é pertinente sabermos que cada “pipoca”, tem um tempo e forma única.  
Neste mundo contemporâneo de imediatismos, devemos lutar e nos dar o direito de entender o que é o esquentar, o que é passar pelo medo de se transformar no novo. 
Entender que este é um processo natural, as transformações veem. Isso é fato. 
O que faremos e como faremos com estas novas e quase que revelações, é o que eu definiria como maturidade.

Boa Semana a todos Bjkass ;)

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Últimos acontecimentos!


O Casal "Oliveira Borges" viajou para RIO de JANEIRO Mais a chuva atrapalhou um pouco o passeio para as fotos rsrs Mais foi incrível vê a família.
;)


Terminei mais um livro "Derrote Mamom" e me inundei de sentimentos bons, este livro me fez refletir sobre o dinheiro na minha vida como deverei fazer para que ele não tome o lugar de Deus na minha vida e como administrar minhas finanças.
E pode ter certeza que me sinto outra pessoa com outros pensamentos e outras atitudes... como me fez bem esse livro e Mamom está bem longe do meu coração. ;))



Fiquei orgulhosa como esse livro tocou minha alma, na sensibilidade do diálogo, na interpretação do autor.
E o melhor são histórias reais...
O Mundo precisa de boas histórias...
Leiam e aplaudam ;)



Quero agradecer pelo mimo Joana Neves.... Amei Feliz dia do Amigo Bjkasss








Online


contadores visitas web

Contador de Visitas

Alimente os Peixinhos! Clique aqui com o mouse